Conheça esse profissional e as formas possíveis de atuação no mercado de trabalho

Quando pensamos em bombeiro, a primeira imagem que vem em nossas mentes é a de um profissional apagando incêndios, não é mesmo?

E para esclarecer melhor essa incrível profissão, hoje em nosso BLOG explicaremos quais as funções, qual a importância de um bombeiro civil nas empresas e eventos e como se profissionalizar.

Alguns podem desconhecer, mas existem 3 tipos de bombeiro: bombeiro militar, bombeiro civil e bombeiro voluntário.

  • Bombeiro militar – profissional com ensino médio completo, concursado e que atua no combate a incêndios e em salvamentos complexos.
  • Bombeiro civil – Além de outras atividades, atua na prevenção de incêndios e é muito importante para orientação em momentos de fuga em empresas, shoppings e casas de eventos.
  • Bombeiro voluntário – possui atribuições iguais a de um bombeiro civil, porém atua como voluntário em ONGs e não possui remuneração.

Quais as diferenças entre bombeiro militar e civil?

O bombeiro civil não segue uma carreira militar. Normalmente atua em âmbito particular, o que não impede que seja contratado pelo Governo para trabalhar em conjunto com os bombeiros militares. Podem prestar serviço para empresas privadas, em determinados eventos, e precisam usar vestimentas diferenciadas dos militares.Já o bombeiro militar trabalha sob a administração do Estado, é servidor público e atua como força auxiliar ao exército.

Bombeiro civil

O  profissional bombeiro civil protege patrimônios e pessoas contra possíveis incêndios, vazamentos e acidentes. Também é responsável pela realização de testes e inspeção em equipamentos de segurança e pelo treinamento de todas as equipes e brigadas atuantes em emergências.

Profissional da linha de frente, que sempre visa contribuir para a segurança de todos que fazem parte do ambiente que atua. Sua atuação pode ser prestando os primeiros socorros e pode assumir a função de responsável por controlar a situação de emergência até a chegada dos bombeiros, força militar ou policial.

Por todas essas atuações, o bombeiro civil é indispensável em empresas privadas, oferecendo um trabalho de prevenção e controle de situações de risco. O bombeiro civil é um profissional fundamental para a segurança dos que convivem em determinado espaço que seja resguardado por ele.

Principais atribuições de um bombeiro civil

Podemos afirmar que a primeira atribuição de um bombeiro civil é assumir o controle de situações de emergência na empresa. Mas seu papel vai muito além da prevenção e do combate ao incêndio, ele é o profissional que está presente para auxiliar em situações de risco, como resgates.

O bombeiro civil possui uma lista de atividades dentro de uma organização, tais como:

  • Realiza treinamentos para conscientização de equipes;
  • Presta os primeiros socorros as vítimas;
  • Tem conhecimento do cuidado em situações de vazamento de produtos químicos;
  • Coordena os esforços da brigada de incêndio;
  • Precisa conhecer o plano de emergência contra incêndio da empresa;
  • Avalia riscos e identifica os perigos;
  • Inspeciona todos os equipamentos de combate a Incêndio;
  • Mantém rotas de fuga sinalizadas e liberadas;
  • Deve registrar e relatar suas atividades, irregularidades encontradas e suas medidas de execução.

A prática de salvamento é sua principal atividade, mas tão importante quanto, é a conscientização de todos os colaboradores da empresa sobre comportamento seguro no ambiente de trabalho. Com esse objetivo alcançado, é possível evitar exposição de colaboradores a situações de risco e todos saberão como agir em caso de necessidade.

O bombeiro civil tem uma atuação de extrema importância na empresa, pois atuando na prevenção e no combate de princípios de incêndios, minimiza perdas e danos.

Bombeiro civil e os brigadistas

Muitos confundem bombeiro civil com brigadistas. A brigada de incêndio é um grupo de pessoas indicadas ou voluntariadas que trabalham em setores diversos da empresa. Os brigadistas passam por treinamento de capacitação para prevenção de riscos com vistorias e em um momento de emergência atuará no auxílio da retirada de pessoas do local.

Quais empresas precisam contratar um bombeiro civil?

O bombeiro civil pode atuar em variados locais, como condomínios residenciais, empresas, hotéis, indústrias, faculdades, shoppings, lojas e agências bancárias. Em caso de trabalhos temporários, pode atuar em eventos que exijam a presença de bombeiro civil para que se obtenha o alvará, tais como eventos esportivos, shows, convenções, seminários e outros.

Em geral, sua contratação segue padrões de cada estado, mas o habitual é que sejam levados em consideração todos os fatores de risco. Quanto maior a edificação ou evento, maior a possibilidade de algum risco e consequentemente a necessidade de socorristas aumenta.

A empresa precisa consultar os parâmetros estabelecidos por seu estado, para que possa respeitar as orientações e assim, contratar o número correto de profissionais para o local.

Conforme a legislação, cada estado tem autonomia na determinação de regras com relação à contratação de bombeiros civis. Em alguns casos pode ser pelo ramo de atuação como no caso de empresas que trabalham com fabricação ou mesmo comercialização de produtos químicos. Ou também pode ser pelo número de colaboradores da empresa, ou seja, quanto maior o número de funcionários, maior o número de bombeiros civis.

Normalmente, os estados seguem as recomendações que constam na norma da ABNT NBR 14608 no anexo A, que descreve a obrigatoriedade de bombeiros civis em locais de grande circulação de pessoas.

Como me tornar um bombeiro civil?

Para ingressar nessa incrível profissão, se faz necessário ser aprovado no Curso de Formação de Bombeiros Civis.

Curso de Bombeiro Civil tem como objetivo capacitar profissionais para atuar em momentos de emergência com procedimentos adequados, na prevenção a incêndio e também, no plano e ação direta de abandono da área, sempre visando o cuidado e a preservação de vidas em primeiro lugar.

No curso o aluno aprenderá sobre:

  1. Atividades da profissão
  2. Análise de risco
  3. Como prevenir e combater incêndios
  4. Primeiros socorros
  5. Produtos químicos e inflamáveis
  6. Uso de EPR’s e EPI’s.

Os interessados no curso precisam:

  1. Ter 18 anos de idade ou mais;
  2. Certificado de reservista
  3. Estar em dia com suas obrigações eleitorais;
  4. Ter cadastro de pessoa física;
  5. Ser brasileiro ou no caso de estrangeiro, estar em situação regular no país;
  6. Ter concluído, no mínimo, o 5º ano do EF;
  7. Apresentar atestado médico.

Importante ressaltar que este atestado precisa comprovar que o candidato está apto para as atividades práticas do curso e também, precisa ser emitido por um profissional de Medicina do Trabalho ou clínica médica particular.

Após sua formação, o profissional, anualmente, precisa passar por um curso de reciclagem, de acordo com instruções da NBR 14.608 e demais legislações dos estados e municípios.

Porém devemos observar a legislação de cada Estado, no caso do Rio de Janeiro, em acordo com a NT 2 11 são 80 horas de formação.

O bombeiro civil e o mercado de trabalho

Após sua formação, o bombeiro civil tem algumas opções de forma de atuação, tais como:

  1. Empregado – sendo contratado diretamente por empresas que precisem desse profissional;
  2. Terceirizado – atuando em empresas prestadoras de serviço na área de segurança patrimonial (forma mais comum no mercado)
  3. Autônomo – pode optar por trabalhar por conta própria em eventos como festas, casas noturnas e etc.

A importância de ser um profissional qualificado

Um bombeiro civil, após ser sido aprovado no curso de qualificação, está preparado para atuar diretamente na prevenção de incêndios e com primeiros socorros.

Como citamos anteriormente, esse profissional não atua como um bombeiro militar e por isso, no caso de incêndio, se faz necessário que o corpo de bombeiros militar seja chamado para atuar no combate direto ao incêndio. Mas o bombeiro civil é uma peça fundamental para atuar em conjunto com o bombeiro militar.

Conforme a legislação, a profissão possui um plano de carreira, ou seja, quanto mais qualificado o profissional, maiores as opções de atuação no mercado de trabalho e, consequentemente, maiores salários.

As oportunidades de crescimento na carreira existem, mas estão relacionadas diretamente ao seu empenho na busca por qualificação e especialização.

Qual o salário de um bombeiro civil?

De acordo com informações tiradas do site Catho, a média salarial de um bombeiro civil é de R$ 1.879,13.

Esse valor é uma média, pois, pode variar de estado para estado e também do nível de capacitação do profissional. Além do salário, o profissional recebe um acréscimo de 30% devido periculosidade.

A jornada de trabalho de um bombeiro civil é 12×36, ou seja, 12 horas trabalhadas por 36 horas de descanso. Computando no total 36 horas semanais.

Nos casos de contratação temporária, a remuneração e carga horária variam de acordo com o trabalho contratado.

Qual a importância de contratar um bombeiro civil para sua empresa?

A empresa deve contratar um bombeiro civil para seguir toda a legislação, mas não somente por isso. O bombeiro civil oferece muitos outros benefícios à empresa, tais como:

  1. Disponibilidade – o bombeiro civil está acostumado a trabalhar em turnos longos e se sente confortável com plantões, pois em seu treinamento aprende a se manter sempre alerta e vigilante;
  2. Profissionalismo – o bombeiro civil tem orgulho de sua profissão e executam suas tarefas com empolgação, alegria e eficiência;
  3. Excelente sob pressão – é um profissional altamente treinado para manter a calma em momentos de desespero, o que o torna muito valioso;
  4. Eficiência – tem o papel de evitar desastres e trabalha para garantir a segurança de patrimônios e pessoas, por isso, a eficiência é sua principal característica.

Como terceirizar a contratação de um bombeiro civil?

Empresas que precisam por lei, contratar bombeiro civil podem encontrar um pouco de dificuldade devido à pouca oferta de profissionais qualificados e disponíveis no mercado. E para evitar esse tempo mais longo de contratação e facilitar a gestão, uma excelente opção é terceirizar da mão de obra.

Através de uma empresa terceirizada, você pode contratar de forma simples e rápida um bombeiro civil. Afinal, com a terceirização, toda a parte burocrática fica nas mãos da terceirizada e você pode contar com profissionais qualificados.

Gostou das informações desse artigo? Você já tinha conhecimento desse assunto? Deixe sua avaliação em nosso post!

• NBR 10897 – Proteção contra Incêndio por Chuveiro Automático;
• NBR 10898 – Sistemas de Iluminação de Emergência;
• NBR 11742 – Porta Corta-fogo para Saída de Emergência;
• NBR 12615 – Sistema de Combate a Incêndio por Espuma.
• NBR 12692 – Inspeção, Manutenção e Recarga em Extintores de Incêndio;
• NBR 12693 – Sistemas de Proteção por Extintores de Incêndio;
• NBR 13434: Sinalização de Segurança contra Incêndio e Pânico – Formas, Dimensões e cores;
• NBR 13435: Sinalização de Segurança contra Incêndio e Pânico;
• NBR 13437: Símbolos Gráficos para Sinalização contra Incêndio e Pânico;
• NBR 13523 – Instalações Prediais de Gás Liquefeito de Petróleo;
• NBR 13714: Instalações Hidráulicas contra Incêndio, sob comando, por Hidrantes e Mangotinhos;
• NBR 13932- Instalações Internas de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) – Projeto e Execução;
• NBR 14039 – Instalações Elétricas de Alta Tensão
• NBR 14276: Programa de brigada de incêndio;
• NBR 14349: União para mangueira de incêndio – Requisitos e métodos de ensaio
• NBR 5410 – Sistema Elétrico.
• NBR 5419 – Sistema de Proteção Contra Descangas Atmosférias (Pára-raios.)
• NBR 9077 – Saídas de Emergência em Edificações;
• NBR 9441 – Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio;
• NR 23, da Portaria 3214 do Ministério do Trabalho: Proteção Contra Incêndio para Locais de Trabalho;

Legislação de Segurança Contra Incêndio Estado do Rio de Janeiro – RJ

DECRETO Nº 897, DE 21 DE SETEMBRO DE 1976
REGULAMENTA o Decreto-lei no 247, de 21-7- 75, que dispõe sobre segurança contra incêndio e pânico. DECRETA:

CÓDIGO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO
DECRETO Nº 35.671 DE 09 DE JUNHO DE 2004.
DISPÕE SOBRE A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO
NAS EDIFICAÇÕES CONSTRUIDAS ANTERIORMENTE À VIGÊNCIA DO DECRETO Nº 897, DE 21 DE SETEMBRO DE 1976 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS

DECRETO-LEI Nº 247, DE 21 DE JULHO DE 1975
Dispõe sobre a segurança contra incêndio e pânico. Art. 1º – Compete ao Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, o estudo, o planejamento, a fiscalização e a execução das normas que disciplinam a segurança das pessoas e dos seus bens, contra incêndio e pânico em todo o Estado do Rio de Janeiro, na forma do disposto neste Decreto-Lei e em sua regulamentação…

LEI N° 938, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1985
Dispõe sobre providências que garantam a segurança dos assistentes de espetáculos públicos e dá outras providências.

LEI N° 1.535, DE 26 DE SETEMBRO DE 1 989
Dispõe sobre a obrigatoriedade de medidas que orientem os freqüentadores de recintos fechados no caso de acidentes de porte, explosões, incêndio ou pânico no Estado do Rio de Janeiro, estabelece sanções e dá outras providências.

Lei Nº 1866, de 08 de Outubro de 1991.
Proíbe o comércio de fogos de artifícios e artefatos pirotécnicos, e dá outras providências.

PORTARIA CBMERJ N° 383, 10 DE MARÇO DE 2005.

REGULAMENTA DISPOSITIVOS DA RESOLUÇÃO SEDEC Nº 279, DE 11 DE JANEIRO DE 2005, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Art. 2º – A inscrição dos candidatos a Bombeiro Profissional Civil (BPC) será realizada mediante…

RESOLUÇÃO Nº 136, DE 30 DE SETEMBRO DE 1993

Art. 1º – O preenchimento do Documento de Arrecadação de Emolumentos, por serviços prestados pelo Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, a partir de 02 de janeiro de 1994, passará a conter no seu verso, as instruções para preenchimento contidas no anexo a esta Resolução…

RESOLUÇÃO SEDEC N° 279, DE 11 DE JANEIRO DE 2005.

DISPÕE SOBRE A AVALIAÇÃO E A HABILITAÇÃO DO BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL, O DIMENSIONAMENTO DE BRIGADAS DE INCÊNDIO E ESTABELECE EXIGÊNCIAS COMPLEMENTARES PARA AS EDIFICAÇÕES LICENCIADAS OU CONSTRUÍDAS EM DATA ANTERIOR À VIGÊNCIA DO

DECRETO N° 897, DE 21 DE SETEMBRO DE 1976, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

RESOLUÇÃO Nº 109, DE 21 DE JANEIRO DE 1993

Art. 1º – Ficam aprovadas as Normas Técnicas nº EMG BM/7 001 e 002/93, que definem a classificação quanto aos riscos de incêndio.

RESOLUÇÃO Nº 111, DE 09 DE FEVEREIRO DE 1993.

Define o órgão próprio do Corpo de Bombeiros do diretamente afetas as atribuições do controle e fiscalização das casas de diversões, estabelece sanções e dá outras providências.

RESOLUÇÃO Nº 125, DE 29 DE JUNHO DE 1993

Art. 1º – Fica aprovada a Norma Técnica nº EMG BM/7 006/93, que fixa os critérios e parâmetros a serem observados na avaliação dos riscos de transmissão do fogo, em edificações distintas…

RESOLUÇÃO Nº 135, DE 16 DE SETEMBRO DE 1993

Art. 1º – Somente a Diretoria de Serviços Técnicos (DST) emitirá o Laudo de Exigências para os pontos de venda ou depósitos de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), nos termos dos artigos 131 e 137 do COSCIP.

RESOLUÇÃO Nº 148, DE 25 DE MAIO DE 1994
Define normas de procedimento na análise dos projetos de edificações com cobertura do tipo "duplex", construídas ou licenciadas posteriormente à vigência do Decreto nº 897/76- Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (COSCIP).

RESOLUÇÃO SEDEC Nº 180, DE 16 DE MARÇO DE 1999
Aprova a Utilização das Tubulações de Cobre nas Instalações preventivas e dá outras providências.

RESOLUÇÃO SEDEC Nº 278, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2004.
DÁ NOVA REDAÇÃO A RESOLUÇÃO SEDEC Nº 112,DE 09 DE FEVEREIRO DE 1993. “Art. 1º – As atividades de coordenação, controle, fiscalização e vistoria das casas de diversões, transferidas para esta Secretaria pelo Decreto nº 16.695, de 12 de julho de 1991, serão exercidas pela Diretoria Geral de Diversões Públicas do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (DGDP/CBMERJ).

RESOLUÇÃO SEDEC N° 284, DE 25 DE ABRIL DE 2005.
INSTITUI NOVO MODELO DE DOCUMENTO DE ARRECADAÇÃO DE EMOLUMENTOS (DAEM) DO CBMERJ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

http://www.cbmerj.rj.gov.br/para-o-cidadao/regularizacao

 

A Consult Fire é uma empresa que atua no ramo de prevenção e combate a incêndio e prestação de serviços de consultoria de incêndio, manutenção de equipamentos de combate contra incêndio, terceirização de bombeiro civil para empresas e eventos, elaboração de projeto de incêndio e brigada voluntária de incêndio.

Solicite Já Seu Orçamento! Clique Aqui.

Todo empreendimento, independente das variantes de negócios, atividades, ramo e ou serviços, deve possuir equipamentos de Combate a Incêndio, visando a segurança do ambiente e principalmente dos usuários.
Trabalhamos com venda, fornecimento, manutenção de equipamentos de combate contra incêndio, (Recarga e teste Hidrostático), elaboração de mapeamento preventivo, entre outros. Ressaltando sempre que a execução destes serviços são exigências legais do CBMERJ (Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro), cabendo às empresas executarem esta ação evitando possíveis ações (notificações, auto infrações e embargos).
Como se sabe os extintores de incêndio tem a finalidade de controlar pequenos focos de incêndio antes que estes atinjam grandes proporções e perda de controle, impactando em perdas significativas de bens, materiais, equipamentos e, principalmente, vida humana.
Os extintores de incêndio, no entanto, precisam de manutenção regular a fim de que estejam sempre prontos para o uso imediato.
Realizamos manutenção, venda e instalação dos seguintes materiais:
Extintores de incêndio;
Mangueiras de Incêndio;

Caixas de incêndio;
Sprinklers e Hidrantes;
Tubulação Hidráulica de incêndio.
Nossa missão é promover um ambiente de trabalho seguro aos nossos clientes.
Solicite um Demonstrativo dos custos e uma Proposta Comercial para este serviço e veja os diferencias que oferecemos.
Não hesite em nos contratar para prestar este serviço nas condições e exigências legais cabíveis ao tema. Nossa visão é o desenvolvimento seguro e coeso de nossos clientes focando sempre em seus negócios e atividades principais.

Acesse :​

Você tem alguma dúvida ou precisa de nossos serviços?

Fale conosco!
Olá! Como podemos ajudar?